quarta-feira, 20 de abril de 2011

CONCURSEIROS E SAMURAIS




Comecei, ontem, a ministrar aulas para mais uma turma de alunos que se prepara para o Concurso de Servidores do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região.

Tenho, agora, três grupos de concurseiros sob a minha responsabilidade na disciplina Processo do Trabalho.

Confesso que esta é uma experiência relativamente nova na minha carreira de professor.

Ocorre que desde há muito leciono apenas em pós-graduações ou em cursos teóricos-práticos de reciclagem de advogados.

Na maioria das vezes em que dei aulas direcionadas para certames públicos, o fiz em Cursos Preparatórios para o Concurso de Juiz do Trabalho.

Tal novidade, contudo, vem se revelando fascinante.

É bonito ver as pessoas trabalharem duro para atingirem os seus objetivos.

Os meus novos alunos me encantam, pois além de sérios, são absolutamente comprometidos com a causa que abraçaram.

Tudo o que faço, agora, conduz-me a pensar em estratégias capazes de auxiliá-los no propósito de conseguirem o cargo público que almejam.

Assisti, no último domingo, pela enésima vez, um dos meus filmes prediletos, chamado O Último Samurai.

Como praticante de Karate que fui/sou (ninguém deixa de sê-lo...) durante muitos anos, sempre me interessei pelo Caminho do Guerreiro.

O Código de Conduta dos Samurais é reto e disciplinado. O Samurai, antes de tudo, busca viver e morrer com honra. Entrega-se com devoção, para tanto, à sua atividade, buscando praticá-la com perfeição.

Assistindo à película, lembrei-me, imediatamente, dos meus alunos concurseiros.

Acredito que eles têm muito a aprender com a disciplina Samurai.

Nessa Semana Santa - que será o último feriado prolongado antes do Concurso da 23ª Região -, eles terão uma possibilidade singular de cultivarem a força interior que possuem, de modo a derrotarem os inimigos externos que teimam em desviar-lhes a atenção do alvo em mira.

Não estou a dizer com isso que deverão estudar durante todo o tempo livre.

O Samurai sabe que o Descanso faz parte do Processo de Preparação para a Guerra.

Pode-se afirmar, dito de outro modo, que Descanso também é Treino.

O Guerreiro honrado, dessarte, exaure todas as energias no campo de batalha, mas, logo em seguida, as recupera como o descanso saudável, preparando-se, permanentemente, para a luta incessante que protagoniza.

Se me for permitido deixar aqui uma mensagem aos meus amigos concurseiros, gostaria de conclamá-los a trilharem o Bushido (Caminho do Guerreiro).

Saibam dosar de modo correto, durante a Semana Santa, o necessário estudo com imprescindível descanso.

Esvaziem, principalmente, as suas mentes.

O importante não é propriamente viver ou morrer. É, sobretudo, viver ou morrer de modo honrado.

Aprovação ou Reprovação não é o fim ou o começo de nada.

São meras expressões, na verdade, do Código de Vida do Concurseiro/Samurai.

O fundamental é prosseguir na caminhada disciplinadamente...

O resultado útil será consequência!

Oss!!

João Humberto :o)